Prorrogado Termo de Ajustamento de Conduta Ambiental da Usina de Candiota

Dentre os principais compromissos ajustados, o documento prorroga até 31 de dezembro de 2017 o funcionamento das duas máquinas da Fase A do complexo terméletrico de Candiota. A Eletrobras CGTEE deverá apresentar até 31 de dezembro de 2014, o Plano de Descomissionamento (desligamento) das unidades geradoras da Fase A, contendo todas as medidas e ações a serem implementadas para a efetiva desativação acompanhadas do cronograma de execução.

Além disso, foi estendido o prazo para a instalação do sistema de abatimento de material particulado (pó) e enxofre na Fase B até 31 de dezembro de 2016. Esse equipamento irá reduzir as emissões na atmosfera.

Até o final de 2013,  a empresa deve definir se fará ou não a aquisição e instalação de uma nova planta em substituição à Fase A para entrar em operação até janeiro de 2018.

Segundo o presidente da Eletrobras CGTEE, Sereno Chaise, “este aditamento do TAC defende e preserva o meio ambiente, assim como o fornecimento contínuo de energia elétrica, na condição de bem essencial à população”.

O aditamento prorroga a validade do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) até 31 de dezembro de 2017 e foi assinado, assim como o original em abril de 2011, pela Advocacia-Geral da União, Ministério de Minas e Energia, Ministério do Meio Ambiente, Ibama, Eletrobras Holding e CGTEE.

Voltar